Ao contrário de outras alternativas, a produção de energia elétrica por meio da captação da luz solar é de grande viabilidade no uso doméstico e nos negócios, tanto que vem se tornando cada vez mais parte da matriz energética do Brasil, já que o país recebe uma enorme quantidade de radiação solar.

Quer saber um pouquinho mais sobre esse assunto? Neste artigo, detalharemos exatamente como os painéis solares produzem energia!

Vamos lá?

Como a energia solar é convertida em energia elétrica?

As células fotovoltaicas absorvem a energia do sol e a convertem em eletricidade CC.

O inversor solar converte eletricidade CC (corrente contínua) dos seus módulos solares em eletricidade CA (corrente alternada), que é a energia usada pela grande maioria dos eletrodomésticos.

A eletricidade flui através de sua casa, alimentando dispositivos eletrônicos e o excedente produzido pelos painéis solares é exportado para a rede elétrica.

Como os painéis solares funcionam para gerar eletricidade?

Um painel solar padrão (também conhecido como módulo solar) consiste em uma camada de células de silício, uma armação de metal, uma caixa de vidro e vários fios para permitir que a corrente flua das células de silício.

O silício é um não-metal com propriedades condutoras que permitem absorver e converter a luz solar em eletricidade.

Quando a luz interage com uma célula de silício, faz com que os elétrons sejam acionados, o que inicia um fluxo de corrente elétrica. Isso é conhecido como “efeito fotovoltaico” e descreve a funcionalidade geral da tecnologia de painéis solares.

O efeito fotovoltaico

O processo fotovoltaico funciona através das seguintes etapas simplificadas:

  • A célula solar fotovoltaica de silício absorve a radiação solar;
  • Quando os raios do sol interagem com a célula de silício, os elétrons começam a se mover, criando um fluxo de corrente elétrica contínua (CC);
  • Os fios capturam e transportam essa corrente elétrica a um inversor solar para ser convertido em eletricidade de corrente alternada (CA)

Partes importantes adicionais para painéis solares

Além de suas células solares de silício, um módulo solar típico inclui uma caixa de vidro que oferece durabilidade e proteção para as células fotovoltaicas de silício.

Sob o exterior do vidro, o painel possui uma camada para isolamento e uma folha traseira protetora, que protege contra a dissipação de calor e a umidade dentro do painel.

O isolamento é importante porque o aumento da temperatura levará a uma diminuição da eficiência, resultando em um desempenho mais baixo do painel solar.

Os painéis solares têm um revestimento antirreflexo, que aumenta a absorção da luz solar e permite que as células de silício recebam a máxima exposição solar. As células solares de silício são geralmente fabricadas em duas formações celulares: monocristalinas ou policristalinas.

As células monocristalinas são constituídas por um único cristal de silício, enquanto as células policristalinas são constituídas por fragmentos ou fragmentos de silício. Os formatos monos fornecem mais espaço para os elétrons se movimentarem e, portanto, oferecem uma tecnologia solar de maior eficiência do que os policristalinos, embora normalmente sejam mais caros.

Como os proprietários podem garantir grandes economias

Para aqueles que começam a considerar uma matriz de painéis solares para sua casa, há vários fatores a serem considerados, incluindo financiamento, equipamento, seleção de instaladores e garantias.

Além de todos esses tópicos, está a questão de como garantir um bom negócio e gerar uma forte economia de energia a longo prazo.

Gostou do nosso conteúdo? Você pode comentar sua experiência ou tirar dúvidas com o nosso time de representantes! Aguardamos o seu contato!